Telefone para contato:

(54) 98126-4699

Sobre o Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células
Dez06

Sobre o Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células

O câncer de pulmão se desenvolve a partir do crescimento desordenado das células provocando o aparecimento de um tumor. Esse tumor têm a capacidade de se espalhar para outras partes do corpo. Os diferentes tipos de câncer de pulmão podem aparecer também em diferentes tipos de células que pertencem ao órgão, por exemplo, nos brônquios, nos bronquíolos ou nos alvéolos. O Sistema Linfático É importante entender o sistema linfático porque é através deste sistema que o câncer pulmonar se dissemina. Os linfonodos são pequenas estruturas, na forma de feijão, do sistema imunológico (células que ajudam à defesa do organismo) conectadas por vasos linfáticos. Os vasos linfáticos são como veias de pequeno porte, com a diferença que conduzem a linfa, em lugar de sangue. A linfa contém o excesso de fluido e de produtos residuais de tecidos do corpo, bem como células do sistema imune. As células do câncer de pulmão podem entrar nos vasos linfáticos e começar a se desenvolver nos gânglios linfáticos ao redor dos brônquios e no mediastino (parte central da caixa torácica). Quando as células de câncer de pulmão atingem os nódulos linfáticos, provavelmente já se disseminaram para outros órgãos do corpo. <–...

Leia Mais
Sinais e Sintomas do Câncer de Pulmão de não Pequenas Células
Dez06

Sinais e Sintomas do Câncer de Pulmão de não Pequenas Células

A maioria dos cânceres de pulmão não causam quaisquer sintomas até que eles se disseminem. Os sinais e sintomas mais comuns do câncer de pulmão são: Tosse. Dor no peito. Rouquidão. Perda de apetite. Falta de ar. Fadiga. Tosse com expectoração mucosa. Tosse com expectoração com sangue. Infecções. Todos esses sintomas podem ser causados por outras doenças, por isso sempre é importante consultar um médico. O médico fará perguntas sobre os sintomas que você está tendo para ajudar no diagnóstico da doença, por exemplo, há quanto tempo tem o sintoma e com que frequência. Em alguns pacientes que não apresentam sinais e sintomas o câncer de pulmão pode ser detectado numa radiografia de tórax ou tomografia computadorizada realizada por algum outro motivo, como na investigação de uma doença cardíaca. No entanto, a maioria das pessoas com câncer de pulmão é diagnosticada quando o tumor cresce, ocupa espaço, ou começa a interferir com as estruturas vizinhas provocando sintomas. O câncer de pulmão também pode provocar derrame pleural quando acomete a pleura, causando falta de ar intensa. Embora o câncer de pulmão possa tematizar a qualquer parte do corpo, os locais mais comuns são os gânglios linfáticos, pulmões, ossos, cérebro, fígado e as glândulas suprarrenais. As metástases de câncer de pulmão podem causar dificuldades respiratórias, dores nos ossos, fraqueza, dores abdominais, dor nas costas, dor de cabeça, convulsões, alterações neurológicas, icterícia ou inchaço. Alguns cânceres de pulmão podem causar um grupo de sintomas muito específicos, que são descritos como síndromes: Síndrome de Horner – Tumores localizados da parte superior dos pulmões podem danificar um nervo do pescoço, causando uma dor intensa no ombro. Ocasionalmente, estes tumores também podem causar um conjunto de sintomas, denominados síndrome de Horner, que inclui ptose palpebral (queda de uma pálpebra), miose (constrição da pupila), enoftalmia (afundamento do olho) e anidrose (transpiração diminuída do lado afetado da face). Síndrome da veia cava superior – A veia cava superior é a veia que leva o sangue da cabeça e braços de volta ao coração, passando ao lado da parte superior do pulmão direito e dos nódulos linfáticos no interior do tórax. Tumores nesta área podem pressionar a veia cava superior, fazendo com que o sangue retorne para as veias. Isto pode causar inchaço na face, pescoço, braços e parte superior do tórax, além de dores de cabeça, tontura, e alteração na consciência se afetarem o cérebro. Embora a síndrome da veia cava superior possa se desenvolver gradualmente ao longo do tempo, em alguns casos pode tornar-se um risco à vida, e deve ser tratada imediatamente. Síndromes paraneoplásicas – Alguns tipos de câncer de pulmão podem tornar-se semelhantes a hormônios, substâncias que...

Leia Mais
Tipos de Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células
Dez06

Tipos de Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células

O câncer de pulmão se divide em dois tipos principais, câncer de pulmão de pequenas células e câncer de pulmão de não pequenas células, cada um com características próprias de crescimento e de disseminação, assim como de tratamento. Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células Cerca de 85% a 90% dos cânceres de pulmão são de não pequenas células. O câncer de pulmão de não pequenas células se desenvolve a partir das células epiteliais, é o tipo mais comum. Tem um padrão de crescimento e de disseminação mais lento. O câncer de pulmão de não pequenas células está dividido em três subtipos, dependendo do tipo de célula onde se originou: Adenocarcinoma – Começa nas células que revestem os alvéolos e produzem substâncias como muco. Carcinoma de células escamosas – Câncer que começa em células escamosas, que são células finas, chatas, que parecem escamas de peixe. Este também é chamado carcinoma epidermóide. Carcinoma de grandes células – Câncer que pode começar em diferentes tipos de células grandes. Câncer de Pulmão de Pequenas Células Cerca de 10% a 15% de todos os cânceres de pulmão são de pequenas células. O câncer de pulmão de pequenas células é uma doença que se origina nas vias aéreas centrais. Desenvolve-se, em geral, a partir dos brônquios lobares e principais e, raramente, a partir da traqueia. O câncer de pulmão de pequenas células tem sido fortemente associado ao tabagismo. É um tumor agressivo. Apesar das características neuroendócrinas, não está claro se a origem desse tumor é de uma célula neuroendócrina ou de uma célula epitelial não diferenciada das vias aéreas. Outros Tipos de Câncer de Pulmão Além dos dois tipos principais de câncer de pulmão, outros tumores podem ocorrer nos pulmões. Os tumores carcinóides do pulmão correspondem a menos de 5% dos tumores pulmonares. A maioria dos tumores de crescimento lento é denominada carcinóides típicos. Eles são geralmente curados por meio de cirurgia. Alguns tumores carcinóides típicos podem disseminar, mas geralmente eles têm um prognóstico melhor do que o de Pequenas Células ou Não Pequenas Células de pulmão. Os tumores carcinóides atípicos são menos comuns. Há, ainda, outros tumores pulmonares, mais raros, tais como carcinoma adenóide cístico, hamartomas, linfomas e sarcomas. <–...

Leia Mais
Perguntas para o Médico sobre o Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células
Dez06

Perguntas para o Médico sobre o Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células

O diagnóstico do câncer cria muitas dúvidas e inseguranças. Anote sempre as suas e pergunte para seu médico. Algumas sugestões de perguntas a serem feitas aos médicos das diferentes especialidades: Oncologista Que tipo de câncer de pulmão eu tenho? Você pode explicar o meu laudo de patologia? Qual é o estadiamento da minha doença? O que isso significa? É necessária a realização de exames adicionais ou biópsias? Quais são as opções de tratamento disponíveis para o meu caso? Qual o tratamento que você recomenda? Por quê? Qual é o objetivo do meu tratamento? É necessário que o tratamento seja realizado no hospital? Quanto tempo dura o tratamento? Qual a frequência e tempo de duração de cada etapa do tratamento? Onde devo realizar o tratamento? Quais são os medicamentos quimioterápicos e como são administrados? É possível fazer quimioterapia e radioterapia ao mesmo tempo? Quais são os possíveis efeitos colaterais do tratamento? O que pode ser feito para diminuir os efeitos colaterais? Os ensaios clínicos são indicados para o meu caso? Existem ensaios clínicos abertos para o meu caso? O tratamento pode causar outros tipos de problemas, como cardíacos, pulmonares, renais ou infertilidade? Com que frequência devo fazer as consultas de retorno? Pneumologista Quais exames de imagem você vai solicitar? Eu estarei exposto a substâncias nocivas durante o tratamento? Em quanto tempo os resultados ficarão prontos? Você pode me explicar os resultados dos exames de imagem? No que consiste a biópsia pulmonar? Como será realizada a biópsia? É um procedimento doloroso? Eu precisarei ser anestesiado para a biópsia? A biópsia requer internação hospitalar? Quem analisa o material da biópsia? Eu estou mais suscetível a doenças pulmonares como a bronquite? Por que eu tenho falta de ar? Existem exercícios para ajudar na recuperação da capacidade respiratória? Como você acompanhará minha resposta ao tratamento? Quais são as chances do câncer voltar? Poderei voltar a realizar minhas atividades normalmente? Existem opções alternativas de tratamento? Radioterapeuta Quais as opções de radioterapia para o meu caso? Qual delas você recomenda? Como o tratamento será planejado? Que tipos de exames serão realizados? Onde será feita a radioterapia? Qual a frequência da radioterapia? Quais são os resultados esperados? Quanto tempo durará o tratamento radioterápico? Como você acompanhará minha resposta à radioterapia? O tratamento radioterápico pode causar outros tipos de problemas, como cardíacos, pulmonares, renais ou infertilidade? Eu realizarei outros tipos de tratamentos durante a radioterapia? Isso influenciará no tratamento radioterápico? Quais são os possíveis efeitos colaterais da radioterapia a curto e a longo prazo? De que forma o tratamento afetará minhas atividades do dia a dia? Cirurgião Qual tipo de cirurgia será realizado? Você pode me explicar em...

Leia Mais