Medicina Complementar

O câncer é uma doença que afeta diferentes aspectos do ser humano e, por isso, seu enfrentamento engloba diversas formas de tratamento.

Existem os tratamentos que são considerados essenciais para tentar “eliminar” a célula doente e bloquear a sua reprodução. Entre eles temos a quimioterapia, radioterapia e cirurgia, por exemplo. São procedimentos que têm como grande finalidade interromper a progressão da doença e, portanto, cuidam da integridade física do paciente.

O diagnóstico do câncer, porém, não afeta apenas o físico de uma pessoa, mas também causa impactos sobre os aspectos emocional e espiritual. As emoções de um paciente com câncer tendem a ser muito fortes e sentimentos como medo, desespero ou insegurança não são incomuns.

É preciso cuidar também da integridade emocional e, para isso, existem os tratamentos que integram a “Medicina Complementar” e ajudam o paciente a enfrentar os desgastes emocionais gerados pelo diagnóstico da doença e pelos tratamentos como a quimioterapia ou radioterapia.

Manter-se tranquilo pode ser extremamente benéfico para alcançar bons resultados no tratamento do câncer. Meditar, por exemplo, é uma atividade que ajuda o paciente a entrar em contato consigo e com suas questões mais íntimas, o que pode ajudá-lo a achar respostas para seus medos e dúvidas.

A acupuntura também é um método adotado por pacientes; além de melhorar a função dos órgãos, ajuda o paciente a equilibrar as emoções.

CAPC

Autor: CAPC

O CAPC visa principalmente a assistência humanitária e social às pessoas com câncer e seus familiares em situação de vulnerabilidade.

Compartilhe!