Telefone para contato:

(54) 98126-4699

Sinais e Sintomas do Câncer de Pulmão de não Pequenas Células

A maioria dos cânceres de pulmão não causam quaisquer sintomas até que eles se disseminem. Os sinais e sintomas mais comuns do câncer de pulmão são:

  • Tosse.
  • Dor no peito.
  • Rouquidão.
  • Perda de apetite.
  • Falta de ar.
  • Fadiga.
  • Tosse com expectoração mucosa.
  • Tosse com expectoração com sangue.
  • Infecções.

Todos esses sintomas podem ser causados por outras doenças, por isso sempre é importante consultar um médico. O médico fará perguntas sobre os sintomas que você está tendo para ajudar no diagnóstico da doença, por exemplo, há quanto tempo tem o sintoma e com que frequência.

Em alguns pacientes que não apresentam sinais e sintomas o câncer de pulmão pode ser detectado numa radiografia de tórax ou tomografia computadorizada realizada por algum outro motivo, como na investigação de uma doença cardíaca. No entanto, a maioria das pessoas com câncer de pulmão é diagnosticada quando o tumor cresce, ocupa espaço, ou começa a interferir com as estruturas vizinhas provocando sintomas. O câncer de pulmão também pode provocar derrame pleural quando acomete a pleura, causando falta de ar intensa.

Embora o câncer de pulmão possa tematizar a qualquer parte do corpo, os locais mais comuns são os gânglios linfáticos, pulmões, ossos, cérebro, fígado e as glândulas suprarrenais. As metástases de câncer de pulmão podem causar dificuldades respiratórias, dores nos ossos, fraqueza, dores abdominais, dor nas costas, dor de cabeça, convulsões, alterações neurológicas, icterícia ou inchaço.

Alguns cânceres de pulmão podem causar um grupo de sintomas muito específicos, que são descritos como síndromes:

  • Síndrome de Horner – Tumores localizados da parte superior dos pulmões podem danificar um nervo do pescoço, causando uma dor intensa no ombro. Ocasionalmente, estes tumores também podem causar um conjunto de sintomas, denominados síndrome de Horner, que inclui ptose palpebral (queda de uma pálpebra), miose (constrição da pupila), enoftalmia (afundamento do olho) e anidrose (transpiração diminuída do lado afetado da face).
  • Síndrome da veia cava superior – A veia cava superior é a veia que leva o sangue da cabeça e braços de volta ao coração, passando ao lado da parte superior do pulmão direito e dos nódulos linfáticos no interior do tórax. Tumores nesta área podem pressionar a veia cava superior, fazendo com que o sangue retorne para as veias. Isto pode causar inchaço na face, pescoço, braços e parte superior do tórax, além de dores de cabeça, tontura, e alteração na consciência se afetarem o cérebro. Embora a síndrome da veia cava superior possa se desenvolver gradualmente ao longo do tempo, em alguns casos pode tornar-se um risco à vida, e deve ser tratada imediatamente.
  • Síndromes paraneoplásicas – Alguns tipos de câncer de pulmão podem tornar-se semelhantes a hormônios, substâncias que entram na corrente sanguínea, causando problemas em tecidos e outros órgãos, mesmo que não haja metástase. Estes problemas são denominados síndromes paraneoplásicas, e muitas vezes podem ser os primeiros sintomas do câncer de pulmão. Algumas das síndromes paraneoplásicas mais comuns, que podem ser causadas por câncer de pulmão de não pequenas células, incluem: hipercalcemia, crescimento excessivo de alguns ossos, coágulos de sangue e ginecomastia.

Mais uma vez, muitos dos sintomas citados podem ser causados ​​por outras condições, por isso é importante consultar imediatamente um médico, para que a causa seja detectada e, se necessário, tratada.

<– Voltar

CAPC

Autor: CAPC

O CAPC visa principalmente a assistência humanitária e social às pessoas com câncer e seus familiares em situação de vulnerabilidade.

Compartilhe!